O que é uma porta pivotante de alumínio?

Certo dia fui a uma loja de materiais de construção e acabamentos pois estava dando uma mexida na minha casa – ampliei a sala, o que era um sonho antigo já, e queria uma porta nova. Entretanto, reforma nunca fica no preço do orçamento original, por mais que a gente esperneie e percebi que colocar a porta que eu queria, com dimensões maiores que as convencionais, sairia muito caro.

Vídeo Porta Pivotante de Alumínio


Rodei a loja inteira, folheei mostruários e catálogos, e nada. Todas as opções estavam acima das minhas possibilidades. Mas a passagem da porta já estava demarcado na parede e eu me recusava a diminuí-la pra encaixar uma porta comum. Meu marido bem que tentou tirar a ideia da minha cabeça, mas não teve jeito: eu queria uma porta grande. Aí o vendedor me veio com uma ideia inusitada e que caberia no orçamento: “que tal uma porta pivotante de alumínio?”. Travei por um segundo, pensei, pensei, tentei lembrar de alguma porta com esse nome e não consegui. “O que é uma porta pivotante de alumínio?, perguntei.

Leia Mais

Deixando o barulho lá fora

Toda cidade tem potencial para atrair algum tipo de turismo, seja ele de passeio, acadêmico , turismo de negócios ou industrial. Isso cria a necessidade de se construir hotéis para receber os visitantes com conforto, segurança e, se possível, diferenciais que farão aqueles hóspedes se lembrarem daquele hotel e sempre se hospedarem ali novamente, a cada nova visita.


Muitos investem em diferenciais táteis, como lembrancinhas, descontos para a próxima estadia, pacotes com guia turístico, etc., mas um em especial se faz necessário em quase todas as cidades: um hotel que ofereça quartos à prova de ruídos externos. Isso porque, mesmo sabendo que a culpa pelo incômodo provocado pelo barulho externo (digamos, um carro de som nomeio da madrugada) não é do hotel, é quase impossível o visitante não vincular a experiência negativa ao hotel – e isso provavelmente fará com que, na próxima visita, ele procure outro estabelecimento. Surgiu a necessidade de instalar janelas antirruídos  nos quartos – ou, quando os quartos têm sacadas, instalar portas antirruídos.

Leia Mais

Como cuidar de portas e janelas de alumínio?

Essa é uma dúvida muito frequente, mas que pouca gente tira antes de se “aventurar” na higienização destes materiais. Afinal de contas, se é um metal, qualquer coisa deve limpar, não é?

Ah, não é bem assim. É verdade que sua porta ou janela de alumínio pode durar a vida inteira (a sua, a dos seus filhos, seus netos, etc.), mas para que ele vá assim tão longe, é preciso algum cuidado. Por isso, criamos este pequeno “how-to” (“como fazer”) para orientá-lo(a) na preservação desta peça tão importante para sua casa.

Removendo sujeiras

Portas de alumínio são muito comuns em cozinhas e lavanderias, e não raro elas estão ao lado do fogão ou do tanque de lavar roupa. De repente, acontece um deslize e a porta é alvejada por comida, óleo, barro, tinta, poeira, massa de tomate… enfim, tudo o que costuma passar por estes ambientes. Como remover estas sujeiras?

Assista o vídeo

Leia Mais

Como Instalar Portas Balcão

Possuindo um estilo bastante bonito e diferenciado, a porta balcão dará um toque especial na sua casa, mas para isso precisa ter uma instalação de qualidade. Isso porque uma das mais queridas dentre as portas e janelas de alumínio não pode ser inserida de qualquer maneira no recinto.

Para alcançar esse objetivo, é necessário pensar em novas técnicas de construção que gerem eficiência no momento da obra. Deve-se levar em consideração a produtividade e, claro, a economia! No final do processo, até mesmo novas ideias para outras partes da sua casa podem surgir.

Porta Balcão 3 Folhas Branco Linha Design

Mas a princípio, que tal entender um pouco mais sobre como funciona a instalação de uma das melhores portas e janelas de alumínio? Afinal, dúvidas simples como onde instalá-la, para que ela serve, os materiais a serem usados, entre outros são sempre pertinentes.

Leia Mais

Madeira ou alumínio? Qual escolher?

Cada pessoa tem um gosto pessoal pra praticamente tudo, não é? Há quem só use calça, ou só use saia, só use azul ou só use branco, só viaje à praia ou só acampe… E na hora da construção ou reforma de um imóvel? Será que existem as preferências também, ou tudo é escolhido ali na hora, com base em argumentos aleatórios?

Às vezes sim, mas mesmo nessas situações as pessoas expõem seus gostos. Muitas tem uma quedinha por madeira e coloca esse material em todos os locais possíveis; já outras preferem vidro e materiais com acabamento mais moderno. E na hora de escolher a porta-balcão que você quer colocar em casa? Você pode pensar: “ah, aí todo mundo quer madeira”. A maioria quer, mesmo. Mas sabia que não é em todas as situações que ela pode ser usada?

Leia Mais

Já Pensou uma Porta Pivotante na sua Casa?

Gente, que coisa mais chique! Imagine?? Ter uma porta de novela na frente da sua casa?? Ai, eu morro de vontade! Aquelas portas enormes com um jeito de abrir totalmente diferente, um visual todo moderninho…

Ah… não sabe o que é porta pivotante? Aposto que você já viu, só não sabia o nome, provavelmente. Porta pivotante é o que mais tem aparecido nas novelas globais! É uma porta maior, tanto na altura quanto na largura e que, ao invés de ter dobradiças comuns pra mantê-la presa ao batente, tem um pino que a atravessa de cima a baixo. Uma ponta se fixa na trave do batente e a ponta de baixo, no chão. Lembrou agora que porta é?

Vídeo Porta Pivotante

Visual todo diferente

Essas portas podem ter o tamanho que o dono da casa quiser, mas em geral elas são maiores do que as portas comuns que vemos diariamente. Não há um motivo técnico para isso, se trata apenas do estilo da porta. Elas podem ser tanto de madeira quanto alumínio – aliás, existem modelos lindos de porta pivotante em alumínio branco! Vale a pena dar uma pesquisada!

Leia Mais

Solução prática e discreta: porta lambril

O mundo de hoje está escancarado para todos. Especialmente depois do advento das redes sociais, que acordou o lado mais exibicionista de tantas pessoas, tornou-se comum ficarmos a par de informações sobre pessoas e empresas – informações estas que, antes, ficavam guardadinhas em gavetas. Não porque fossem secretas mas por, simplesmente, não despertarem muito interesse. Hoje em dia, as pessoas têm feito tanta questão da chamada “transparência” que até mesmo a arquitetura das empresas mudou. Antes, as paredes de concreto se estendiam em todas as direções – agora, o que encontramos lá dentro são divisórias de vidro que permitem ver o que está acontecendo em vários setores.

Entretanto, alguns setores realmente não podem ficar muito expostos devido aos assuntos tratados ali. Particularmente, a presidência, o setor contábil-financeiro e o administrativo precisam de descrição maior, pois trabalham com informações secretas das empresas. As divisórias de vidro podem ser mantidas, porém com a conveniente instalação de cortinas persianas para garantir que, durante trabalhos e reuniões, ninguém de fora terá acesso visual ao que acontece ali dentro. Mas não apenas as paredes merecem esta atenção; quando uma porta de vidro é instalada em um cômodo, cria-se uma impressão de acessibilidade facilitada, e muitas vezes as pessoas entram em momentos inadequados inadvertidamente. Quando a porta impede a visão do outro lado, cria-se um efeito de “entrada privativa” e o comportamento dessas mesmas pessoas muda: passam a bater na porta antes de simplesmente entrar. Como as paredes são divisórias de vidro, não convém instalar portas muito pesadas, sob o risco de tensão excessiva e rompimento das folhas de vidro; assim, uma solução muito prática é a instalação de uma porta-lambril de alumínio.

Leia Mais

Modernidade cara? Nem sempre!

Eu sempre tive muito receio dessas frases prontas. Outro dia o padre Fábio de Melo deu um esculacho geral no programa da Marília Gabriela, falando sobre a amizade e aquela frase “Tu te tornas responsável por aquilo que cativas”. Segundo ele: se eu estou deprimida, lascada na vida, a responsabilidade em me tirar do atoleiro é dos meus amigos?? Jamais! Essa frase, torturantemente repetida pelas redes sociais afora, joga nos outros as responsabilidades que são nossas.

Porta Balcão 6 Folhas

Outra frase que não gosto de empregar é a seguinte: “o barato sai caro”. Ué, gente, como assim? Se uma calça jeans de R$80,00 me deixa feliz, por que diachos eu devo comprar uma que sai a mais de R$500,00? Não sei vocês, mas meu dinheiro é uma planta difícil de dar muda, então preciso investi-lo de maneira sábia, comprando produtos que sejam de qualidade, mas que não sejam os mais caros da loja. Por exemplo? Quando eu reformei minha casa (era antiga e estava precisando de umas mexidas pra não cair na minha cabeça), precisei trocar as janelas de todos os quartos, porque eram de madeira fininha e elas haviam estufado inteiramente. Aproveitei a chance pra “rasgar” a parede até o chão e instalar portas no lugar delas – só que portas de madeira com vidro desse tamanho ficam muito caras. Então o que eu fiz? Instalei portas-balcão de alumínio.

Leia Mais

Porque uma Vida Mais Prática Não Faz Mal a Ninguém

Quando eu era pequena, morei muitos anos na casa da minha avó. Eram tempos difíceis; meu pai se foi muito cedo e minha mãe não trabalhava, por isso precisamos fazer esse “recuo estratégico”; ela e minha avó recebiam pensão de seus falecidos maridos, mas mesmo os valores somados eram pouco. O orçamento era limítrofe para as nossas necessidades, então não havia uma folga para podermos compra um novo sofá para substituir o velho, por exemplo, ou contratar alguém para ajudar na cozinha e com a limpeza da casa. Assim, nós mesmas precisávamos manter tudo em ordem por nossa conta. Eu ainda tinha seis anos, mas já participava da arrumação, mantendo meus brinquedos guardados num cesto quando não estava brincando com eles. Com a minha vassourinha de brinquedo, eu conseguia “varrer” pedacinhos de papel do chão – e achava que estava dando uma enorme contribuição. Minha mãe achava graça (ia dizer o quê, não é mesmo?), me agradecia e pedia pra eu ir brincar lá fora – assim eu não via que ela estava varrendo o mesmo chão que eu havia limpado há poucos momentos, que obviamente ainda tinha muito o que limpar.

Porta Balcão 2 Folhas Brilhante Linha Design


E cresci vendo as duas se virando para manter um piso de tacos de madeira limpo, mas quase nunca encerado (faltava dinheiro para comprar a cera); lutando para manter o fogão limpo, já que o material do qual eles eram feitos parecia ser mais aderente à gordura do que os atuais (e ainda não existiam os desengordurantes milagrosos de hoje). Quando uma porta ou janela empenava, era um sacrifício para abrir ou fechar! Algumas nós nem mexíamos mais, porque agarrava mesmo. E me lembro que, aos 12 anos, eu já pensava: “quando eu tiver minha casa, não quero ter esse tipo de trabalho, não”. E assim foi. Cresci, estudei, me formei, arrumei um emprego e, com muito sacrifício, comprei uma casinha pequena, mas muito aconchegante. As primeiras providências foram: trocar todas as janelas antigas de madeira por venezianas de alumínio; fiz a mesma coisa com a porta da cozinha, que estava totalmente estufada e foi substituída por uma porta-balcão de alumínio também. O piso, de taco, foi trocado por piso de cerâmica. E ali fui continuando minha história.

Leia Mais

Com vista pro mar

Carmem sempre teve problemas respiratórios. Desde novinha, foi impedida de ter cortinas e tapetes em seu quarto porque acumulavam muita poeira (e ela adorava as cortinas floridas). Também precisou ver embora os ursinhos da prateleira sobre a cama, alguns que ela tinha desde o nascimento. Foi um golpe muito duro para uma criança tão nova – afinal, como explicar para uma menina de oito anos que aqueles bichinhos tão fofos faziam mal para sua saúde? Também doeu no coração dos pais, mas não tinha outra saída. À medida em que foi ficando mais velha, Carmem continuou com seus problemas de saúde – que na verdade, pioraram bastante. Sua cidade ficava numa região serrana do estado e por isso a variação térmica era sempre muito grande. No inverno, a temperatura média era de nove graus e ela sofria muito nesse período. Por fim, seu pneumologista ditou: “seria melhor se você morasse no litoral”.

Veneziana 3 Folhas

 

Carmem já era formada e se lembrou de um convite feito por sua irmã mais velha, para morarem juntas. A família tinha um terreno numa cidade capixaba e elas poderiam construir suas casas ali. Pronto, estava decidido. Ligou para a irmã, conversaram e, três meses depois, estavam iniciando as obras. Por causa das doenças de Carmem, as janelas que usaram precisariam ter, obrigatoriamente, um anteparo próprio, para evitar a necessidade de cortinas. Elas escolheram venezianas de alumínio de três folhas: duas de alumínio, para manter a privacidade, e uma de vidro, para nunca perderem o mar de vista.

Leia Mais